Georgina Herrera

Poeta e escritora cubana. Começou a publicar seus poemas aos 16 anos em jornais e revistas de Havana. Suas publicações tratam de temas feministas, amor, guerra e mulheres negras. Desde 1962, trabalha na Rádio Progreso. Os seus textos possuem publicações traduzidas em vários idiomas, incluindo antologias. Atualmente pertence à União Nacional de Escritores e Artistas de Cuba (UNEAC). “Eu costumava ter medo da atenção, mas agora sinto que é um tesouro, um prêmio, e sinto-me muito satisfeita por poder alcançar as pessoas através da minha poesia”, contou ao The Orion, site de notícias da Universidade Estadual da Califórnia.

Fonte: Negra cubana tenía que ser, The Orion e Heroínas