Livro de Carolina Maria de Jesus já é leitura obrigatória entre estudantes e vestibulandos

O livro “Quarto de Despejo – Diário de uma favelada”, de Carolina Maria de Jesus, está entre as novidades dos próximos vestibulares de grandes universidades e entrou para a lista de leituras obrigatórias, em uma tentativa de inseri-lo entre os clássicos de nossa literatura.

A obra, que foi resgatada após mais de 40 anos da morte da escritora, já está indisponível em algumas livrarias e não foi diferente na Bienal.

Relançado pela Editora Unipalmares, “Quarto de Despejo”, foi um dos títulos mais procurados da Feira e era exclusividade do estande da FlinkSampa, porém o sucesso foi tamanho que o livro se esgotou no quinto dia de evento.

Carolina nasceu em Sacramento (MG), em 1914, e foi morar na capital paulista em 1947, época em que surgiram as primeiras favelas na cidade. Uma das primeiras e mais importantes escritoras negras do Brasil, ela reúne em “Quarto de Despejo” relatos de parte das experiências que viveu e observou na comunidade do Canindé, com três filhos. O lançamento ocorreu na década de 1960.

Para a estudante Mariana Lima, que irá prestar vestibular em 2019, livros que retratam a história recente do país e as questões que seguem em debate, incluindo “Quarto de despejo” são necessários para reflexão e retratação da situação dos negros no país.

Oscar Trindade, professor de literatura e história da rede pública de ensino de São Paulo visitava a feira juntamente com sua esposa, que também é professora e demonstraram imensa felicidade ao encontrar o livro na Flink: “Tinhamos dois na biblioteca da escola, mas infelizmente sumiram, as pessoas pegam e não devolvem, ainda bem que achamos! Vou garantir o meu, Carolina é a representação do meu povo, do nosso povo. Determinada e persistente, aprendeu a ler sozinha com revistas e jornais, lutou com o alcoolismo e a violência domestica, batalhando para o sustento dos filhos e aqui chegou em 2018 nas universidades do seu país”.

A Editora Unipalmares está providenciando uma nova edição do livro de Carolina Maria de Jesus e promete já te-lo  em seu estande na FlinkSampa, Festa da Literatura e Cultura Negra, que ocorrerá entre os dias 19 e 21 de novembro no Campus da Faculdade Zumbi dos Palmares, localizado no Centro Esportivo Tietê,  em São Paulo.