Idealizada e organizada pela Faculdade Zumbi dos Palmares e pela ONG Afrobras, a FLINKSAMPA – Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra ganha, a cada edição, ainda mais força e visibilidade para colocar em prática aquilo que motivou a sua criação: ser um espaço de reflexão e análise sobre a cultura negra, os direitos desta parte da população, tantas vezes marginalizada e esquecida, e sua luta para conquistar os direitos esquecidos ao longo de uma história marcada por injustiças e subordinação econômica.

O orgulho das raízes africanas e desta rica cultura – nos mais variados aspectos e segmentos, da literatura à moda – é o principal motor deste evento, único em todo o Brasil. Todas as ações realizadas têm por objetivo ampliar o debate sobre o que é ser negro no Brasil, explorando a multiplicidade de pensamentos de um povo muitas vezes ignorado.

Em 2016, o evento foi realizado entre os dias 18 e 19 de novembro. A programação incluiu debates literários com autores brasileiros e estrangeiros, lançamento de livros com sessões de autógrafos, espetáculos de teatro e de dança, exibição de filmes, oficinas de moda e beleza e atividades especiais para crianças.

A FLINKSAMPA 2016 teve como tema “EU QUERO LIBERDADE”, em referência ao direito do negro à liberdade física, de expressão individual e coletiva, de exercer qualquer trabalho ou profissão e, sobretudo, ao direito de ir e vir. O negro tem toda a liberdade de se movimentar em um mundo em que muitos ainda são hostilizados, presos e até mortos, sem razão alguma.

Como todo ser humano, o negro merece que o Estado garanta a sua liberdade e a sua proteção efetiva quando da violação de direitos individuais e coletivos. Da mesma forma, faz jus à proteção da segurança nacional, da ordem pública, da sua saúde e da sua integridade moral. O negro tem o direito de ver preservada a sua dignidade enquanto pessoa humana em uma sociedade democrática e pluralista. Em uma sociedade livre, todos têm o direito de constituir família, trabalhar, ter lazer e manifestar, livremente, opiniões, ideias e pensamentos.

A FLINKSAMPA, hoje, é considerada um espaço privilegiado de defesa desses direitos e manifestação da liberdade de expressão e já faz parte do calendário de grandes eventos do estado de São Paulo.

Além de exibir ao público resultados de uma curadoria que destaca a valiosa contribuição dos negros em diversos segmentos da cultura – da literatura ao cinema, do teatro e dança a moda e beleza -, as atividades visam ampliar o debate sobre o que é ser negro no Brasil e a multiplicidade de pensamentos de outros povos do mundo que muitas vezes são ignorados.