Durante a programação da FlinkSampa – Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra, que aconteceu nos dias 18 e 19 novembro, em São Paulo, temas como representatividade, empoderamento e identidade da população negra na sociedade atual, foram abordados no Espaço Empoderamento da Mulher Negra, montado no Memorial da América Latina. Na oportunidade os convidados conduziram debates e workshops sobre questões coletivas, de viés político e social.

Entre os temas escolhidos nesse ano, destaque para a moda, que teve uma abordagem relacionada ao mercado plussize e os impactos na construção da autoestima e do empoderamento das mulheres, e às características do afroconsumo. Destaque também para os desfiles com releituras contemporâneas de africanidades e a presença de modelos plussize, afirmando a quebra de paradigmas da beleza.

A representatividade e o empoderamento da população negra na mídia tradicional e nas redes sociais, principalmente no que diz respeito às mulheres, assuntos de grande relevância atual, também foram debatidos no Espaço Empoderamento da Mulher Negra. Articulação de movimentos sociais para divulgação da luta por direitos e reivindicações e a importância do papel da tecnologia no estabelecimento de padrões sociais, culturais e estéticos, por exemplo, serão alguns dos questionamentos levados ao público.

Os participantes também puderam participar de atividades sobre o papel da mulher no hip hop, a relação entre cabelos e identidades, beleza e mercado, cuidados estéticos para a pele negra, cosméticos naturais, estilo e poder, dinheiro, coaching.

A programação, como sempre, foi gratuita.